Astrologia (S02E05)

O que é a Astrologia? É uma ciência? Devemos confiar em orientações e previsões de astrólogos? Programa exibido em 26/02/11.

“A Astrologia (do grego astron, “astros”, “estrelas”, “corpos celestes”, e logos, “palavra”, “estudo”) é um grupo de sistemas e tradições que estuda as posições relativas dos corpos celestes e sua sincronicidade com aspectos da personalidade, relações humanas, e outros assuntos mundanos. Um estudante de astrologia pode ser chamado Astrólogo após ter confeccionado pelo menos duas centenas de Mapas Astrais.” FONTE

 

ROCK 1 – Alice Cooper – Pessimystic

  • A Astrologia na visão da ciência
  • O que é uma pseudociência?

ROCK 2 – Weird Al Yankovic – Your Horoscope For Today (letra)

  • Breve história da Astrologia
  • Astrologia é paganismo?
Existem praticantes da astrologia não a defendem como uma ciência,
sim como um conjunto de crenças e tradições baseadas no esoterismo.

ROCK 3 – Kamelot – Zodiac

  • Fundamentos da Astrologia
  • Mapa astral
  • Horóscopo
  • O “novo” signo?

ROCK 4 – Blues Etílicos – Canceriano sem lar

Então ouvinte, fica para você a pergunta: o que é a Astrologia?

Você acredita ou confia? Qual seria sua reação ao ser caracterizado apenas pelo seu mapa astral?

LINKS

Projeto Ockham, sobre Astrologia

Fronteiras da Ciência, episódio sobre Astrologia

Astrologia, Alquimia e Gramática, por Marcos Magno

A polêmica do 13º signo, pelo astrônomo Paulo Duarte

Wiki de ocultismo

“O novo signo do zodiaco”, por Marcelo Del Debbio

 

3 thoughts on “Astrologia (S02E05)”

  1. Galera, me permitam fazer algumas correções.

    Antes de mais nada, não tenho a intenção de ser ofensivo, mas serei enfático em alguns pontos, para ressaltar algumas inverdades ditas neste episódio.

    1º) Vocês leram um trecho do Deuteronômio, em que era citado o Espiritismo. Das duas possibilidades uma:
    – a) Ou houve um erro de tradução/transcrição,;
    – b) Ou o Deuteronômio previu o futuro. (Eu fico com a primeira hipótese)

    Isso porque o termo Espiritismo foi cunhado somente em 1857, com o lançamento de “O Livro dos Espíritos”, que foi codificado por Hippolyte Léon Denizard Rivail, que adotou o pseudônimo de Allan Kardec nas publicações espíritas.
    Vide: http://pt.wikipedia.org/wiki/Doutrina_esp%C3%ADrita

    2º) O Espiritismo se baseia em 5 livros publicados por Kardec. Em nenhum deles, há uma associação positiva com a Astrologia. Inclusive, em “A Gênese”, Cap I, no item 19, há esse trecho:

    “A Astrologia se apoiava na posição e no movimento
    dos astros, que ela estudara; mas, na ignorância das verdadeiras leis que regem o mecanismo do Universo, os astros eram, para o vulgo, seres misteriosos, aos quais a superstição atribuía uma influência moral e um sentido
    revelador. Quando Galileu, Newton e Kepler tornaram conhecidas essas leis, quando o telescópio rasgou o véu e
    mergulhou nas profundezas do espaço um olhar que algumas
    criaturas acharam indiscreto, os planetas apareceram
    como simples mundos semelhantes ao nosso e todo o
    castelo do maravilhoso desmoronou.”

    O Espiritismo nunca tentou adivinhar o destino de um ser humano, nem nunca o fará.

    Mais uma vez desculpem, mas os comentários foram preconceituosos (ou seja, expressavam um conceito sem antes conhecer razoavelmente o que estava sendo descrito).

    O que provavelmente aconteceu é que alguns de vocês leram material feito por leigos no espiritismo. Material esse que tem o mesmo valor que outros que associam a Astrologia à Física Quântica.
    São pessoas isoladas e que não representam nada significativo dentro da Doutrina Espírita.

    A melhor definição que eu conheço sobre a Doutrina Espírita é:
    – É uma doutrina científica, de cunho filosófico, e com consequências morais e religiosas.

    É tanto que, trechos como esse são encontrados nos 5 livros de sua codificação:

    “…Vindo as comunicações de Espíritos de todas as ordens, mais ou menos esclarecidos, era preciso apreciar o grau de confiança que a razão permitia conceder-lhes, distinguir as idéias sistemáticas individuais ou isoladas das que tinham a sanção do ensino geral dos Espíritos, as utopias das idéias práticas, afastar as que eram notoriamente desmentidas pelos dados da
    ciência positiva e da lógica…”
    A Gênese: CapI, item 52

    “Nenhuma ciência existe que haja saído prontinha do
    cérebro de um homem. Todas, sem exceção de nenhuma,
    são fruto de observações sucessivas, apoiadas em observações precedentes, como em um ponto conhecido, para chegar ao desconhecido. Foi assim que os Espíritos procederam, com relação ao Espiritismo. Daí o ser gradativo o ensino que ministram. Eles não enfrentam as questões, senão à medida que os princípios sobre que hajam de apoiar-se estejam suficientemente elaborados e amadurecida bastante a opinião para os assimilar…”
    A Gênese: CapI, item 54

    “…A fé ortodoxa se sobressaltou, porque julgou que lhe tiravam a pedra fundamental. Mas, com quem havia de estar a razão: com a Ciência, que caminhava prudente e progressivamente pelos terrenos sólidos dos algarismos e da observação, sem nada afirmar antes de ter em mãos as provas, ou com uma narrativa escrita quando faltavam absolutamente os meios de observação? No fim de contas, quem há de levar a melhor: aquele que diz 2 e 2 fazem 5 e se nega a verificar, ou aquele que diz que 2 e 2 fazem 4 e o prova?”
    A Gênese, Cap IV, item 7

    Poderia dar uma centena de outros exemplos, mas vou ficar por aqui.

    Aos que quiserem as referências, basta me contactar por email.

    Abraços e espero ter contribuído para desconstruir um conceito errado.

  2. Pedro, antes de tudo, obrigado pelos seus comentários.
    Os comentários que fiz, sobre a mescla de conceitos da Astrologia e Espiritismo, acredito que são vêm especialmente da parte dos astrólogos; como no texto “o novo signo do zodíaco”, linkado logo acima, é fácil encontrar vários termos que são ou exclusivos ou ligados ao Espiritismo. Além de que, ambos convergem para os estudos de Jung.
    Por fim, apesar de dar um panorama geral sobre o assunto, o único propósito de dedicar um programa à Astrologia, é o fato de que vários astrólogos afirmam se tratar de uma ciência, do mesmo modo que muitos espíritas tratam o Espiritismo.

  3. Gente, de nada astrologia tem a ver com espiritismo, até porque astrologia não é religião. Eu sei que o foco aqui é ciência mas eu realmente preciso – mesmo que astrologia seja uma pseudociência – esclarecer umas coisas pra quem for ouvir esse podcast – lembrando que não sou o dono da verdade, jamais:
    1-Pessoas que se denominam astrólogos, e fazem isso seriamente, sempre esclarecem que astrologia não é ciência – isso é até um código de ética que vocês podem ver em páginas abordando o tema, e foi assim que eu fui aprendendo a separar os sérios dos picaretas, até porque, todo lugar tem picareta.
    2- Há várias vertentes, e eu vou fazer uma analogia aqui, a astrologia moderna, que foca MAIS sobre reencarnação e estudo de vida passada (tem louco pra tudo), atrai muita gente do tipo “ai gente, sou de aries e ele touro, rola química?” “ai gente, eu tenho muito escorpião no mapa, meu sexo é bom!-“, esse tipo de astrologia está mais pra COACH QUÂNTICA (risos) do que pra astrologia em si. Se há deturpação da ciência, imagina da pseudociência – ninguém controla ehue
    3- Estamos numa geração de youtubers que não conhecem nada e quando leem sobre algo, por pouco que seja, já acha que sabe de tudo, e dai surgem os terras planistas, os coach quânticos, e os astrólogos de horóscopos que adoram fazer videos estereotipando os signos, como aries mal educado, touro preguiçoso, escorpião traíra, ai se propaga e fica essa coisa ruim que tá hoje.
    4- A astrologia é um sistema bem legal de se conhecer, mas não substitui psicólogos, não é religião, é APENAS uma ferramenta que PODE te ajudar a APRIMORAR o teu autoconhecimento, porque abordamos a relação dos planetas com a LUZ, mas isso não significa que a pessoa é sem educação por ser de aries, e claro, rola umas tentativas de previsão pela maior PROBABILIDADE do que pode acontecer e nada mais. Enfim, sucesso <3

Deixe uma resposta